28/10/2021

Prefeito participa do 4º aniversário do Núcleo de Mediação de Conflitos de Costa Rica

Conflitos são inerentes à vida em sociedade, especialmente quando vivenciamos transformações de ordem política, social, econômica e cultural. A solução deles por meio do consenso entre as partes tem sido uma prioridade em várias cidades, como Costa Rica, uma das pioneiras no estado a criar o Núcleo de Mediação de Conflitos Investigador Maurício Bortoluzzi Cadore, que celebrou na última sexta-feira, 24 de setembro de 2021, 4 anos de implantação. O prefeito de Costa Rica, Cleverson Alves dos Santos, participou do evento e falou da importância do espaço para a comunidade.

“O núcleo serve como um elo de ligação entre as partes envolvidas, promovendo o diálogo e consenso, de uma forma pacífica e sem interferências, trazendo celeridade para a solução do problema, sem custos para a população, além de evitar maiores sobrecargas ao Poder Judiciário, a Defensoria Pública, o Ministério Público e a própria Delegacia de Polícia”, ressaltou o prefeito.

Na oportunidade, o prefeito também relembrou a marcante trajetória do policial civil Maurício Bortoluzzi Cadore, falecido no dia 19 de fevereiro de 2014 em um acidente de carro, e que foi homenageado com seu nome dado ao prédio.

Fotos: Divulgação/Assecom-PMCR. Angela Bezerra / Assecom/PMCR

O projeto foi implementado no município costarriquense e desde sua inauguração, em 2017, o Núcleo já atendeu mais de 2 mil pessoas, cujos casos tiveram uma taxa de resolução acima de 90%. Fruto de uma parceria da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, por meio da Delegacia Geral da Polícia Civil, Prefeitura Municipal, Atvos e Conseg (Conselho de Segurança do município), o núcleo fica anexado à Delegacia de Polícia Civil e é coordenado por Maria Augusta Dias.

“Há quatro anos, o Núcleo busca solucionar os desentendimentos antes que eles partam para esferas superiores, como Delegacias, Fóruns e Ministério Público. E a população é a maior beneficiada, pois, na resolução de um conflito, se as partes forem logo localizadas, o processo nem chega a durar uma semana. Ou seja, o desgaste é muito menor do que se o processo fosse para a justiça comum, o que poderia demorar meses ou anos”, explicou a coordenadora.

O gerente de Pessoas e Administração da Unidade Costa Rica da Atvos, Chafick Fair Luedy, explicou que desde 2017, a empresa de bioenergia, por meio do seu programa socioambiental Energia Social, já investiu cerca de R$ 100 mil na iniciativa, contemplando a construção do prédio que fica anexado à Delegacia de Polícia Civil da cidade, e o treinamento de cerca de 60 voluntários para atuarem como mediadores desses desentendimentos.

“Desde que a empresa chegou em Costa Rica, buscamos contribuir com ações que visem melhorias para a comunidade em diferentes aspectos. Poder acompanhar o sucesso desse projeto nos deixa bastante realizados e confiantes de que estamos no caminho certo para o cumprimento do nosso propósito”, completou ele.

Para o delegado titular da Delegacia de Polícia Civil de Costa Rica, Caique Ducatti, as ações desenvolvidas pelo Núcleo surpreendem pela pacificação em que são tratadas e pela agilidade da resolução. “Na maioria das vezes o espaço policial é visto somente como ostensivo e repressivo. As ações desenvolvidas pelo Núcleo de Mediação de Conflitos se destacam pela eficiência, transparência e pacificação. Parabenizo o trabalho de todos os mediadores e servidores pelo excelente trabalho prestado nestes quatro anos”, concluiu o delegado.

Também estiveram participaram do evento o presidente da Câmara de Vereadores, Averaldo Barbosa; o vereador Aleccksander da Silva Pimenta; o comandante da Polícia Militar Ambiental de Costa Rica, Itamar Borges de Souza; o comandante do Corpo de Bombeiros de Costa Rica, Samuel Pedrozo Borges; o soldado Jhon da Silva Carvalho, representando do comando da Polícia Militar de Costa Rica; o presidente do Conseg, Rodrigo Evaristo Wenceslau; o escrivão de Polícia Judiciária e padrinho do Núcleo, Waldir Marcondes Gomes; o representante da Expresso Nepomuceno, Paulo Roberto Estevão; mediadores do núcleo, policiais, investigadores e servidores da Delegacia de Polícia Civil.

 

Leia também

Compartilhe

Costa Rica
céu limpo
19.4 ° C
19.4 °
19.4 °
96 %
2.4kmh
5 %
qui
30 °
sex
30 °
sáb
27 °
dom
25 °
seg
28 °

Mais populares

X